Pular para o conteúdo principal

XIX MARATONA DE SÃO PAULO

Às 06:30 hs já estou de frente a tenda da equipe cumprimentando os guerreiros professores Nilton e Emerson, pouco a pouco a grande Família Branca Esportes vai se formando. O clima da equipe está bem descontraído, apesar do desafio do dia. Sim, todo maratonista sabe, Maratona de São Paulo é osso duro de roer, mas nós não queremos moleza, trás o osso bem duro garçom !!! E o Garçom trouxe, pois às 07:30 hs o frio começa a dar lugar ao aquecimento vindo do Sol, nos alongamentos, cumprimentos gerais e vamos para a largada, e às 08:06 hs largamos para a saga de 42.2 KM da Maratona de Sampa. Para quem tem acompanhado meus posts, em 2011 nesta mesma maratona eu quebrei, travei a 6 KM do final, foi horrível, e agora eu retorno , não para a forra, mas para romper esta barreira, neste faço uma nova história, e me lancei passada após passada em ritmo fora do habitual, não iniciei leve, não fui conservador, parti para cima rodando em torno de 05:40 e 05:50 por KM. A temperatura foi aumentando gradativamente, mas mantive-me firme e focado, fecho a metade da prova em 02:06 hs com uma ótima sensação física e emocional, no 27 KM, reabasteço minha garrafa na tenda da equipe e engulo mais um sachê de gel com uma batatinha, e sigo firme em frente. E, sem medo de ser feliz aperto o ritmo, mas ... sempre tem um mas, no 36 KM sinto uma pequena fisgada no adutor direito, é dado o sinal de alerta, diminuo o ritmo, e mais 500 metros sinto fisgar o adutor esquerdo, será que serei recolhi pelo cata treco novamente ??? Não, eu penso, vamos para o plano B, caminhe por uns 500 M, respire fundo com tranquilidade e volte a trotar lentamente. e assim executei, o equilíbrio energético e emocional se estabilizou, e assim procedia a cada 2 km. No 39 KM, Amélia e Diego passam por mim, mas sigo na minha pegada mantendo uma curta distância, após 2 Km eu encosto e os ultrapasso, e nos 42.2 KM com um imenso sorriso são três cruzamos a linha de chegada lado-a-lado de mãos dadas, foi emocionante e sensacional. Momento que é entra na história para a eternidade da leveza da felicidade. Roemos o osso felizes por 04:33 hs líquidos. A Meta esta cumprida com sucesso e a alegria é geral, por sinal todos da equipe foram muito bem, uns com mais careta outros com menos, mas todos ao que me consta concluíram, e concluir conta muito numa maratona. Isto feito, agora vamos restabelecer as fibras musculares e foco para o próximo desafio, Bertioga Maresias Solo - 2ª Etapa. A Saga continua, Vamos em Frente ...






















Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A META

I AM AN IRONMAN

A batalha foi dura, a Meta IronMan Floripa 2017 executada com honra e louvor ...

MINHA TRAJETÓRIA RUMO AO IRON MAN

Minha trajetória rumo ao Iron Man iniciou em maio de 2013 na minha primeira prova de duathlon em guarulhos, por sinal foi meu primeiro contato com o ciclismo após décadas sem pedalar ...
Eu vinha de uma jornada de anos dedicados as Maratonas e Ultramaratonas, e a partir daquela prova, todos os treinos e experiências eram novidades e aprendizados ...
A grande dificuldade a ser superada era com a natação, e principalmente nas águas abertas ... Entrar no mar, represa ou rio, para dar umas braçadas por laser sem compromisso, muda tudo quando se nada forte quilometro a dentro rumo ao alto mar, vendo somente uma pequena boia bem distante, o pânico rondava minha mente, por vezes parava no meio da prova e fica lá, me convencendo a continuar, seguia aos trancos, era uma sensação desagradável ... Mas não cedia um milímetro, resolvi treinar no riacho grande com constância, me desafiava semana após semana, com frio, chuva, não importava, meu desejo de nadar sereno e com consistênci…